9 Passos para alugar um imóvel em BH

Alugar imóvel em BH pode ser uma tarefa prazerosa ou gerar uma tremenda dor de cabeça. Tudo dependerá do seu nível de preparo e da qualidade da imobiliária que intermediará a relação entre locador e locatário.

Na maioria das vezes, alugar um imóvel está diretamente relacionado a uma necessidade imediata, por isso, é normal que a ansiedade de encontrar um que reúna todas as características desejadas e que caiba no seu orçamento, torne o processo desgastante.   

Sabemos, porém, que a melhor forma de eliminar esse risco e torná-lo menos “traumático” é o preparo. Por isso, elaboramos esse guia para que você conheça todas as etapas do processo que irá percorrer até receber as chaves do imóvel, eliminando os desgastes e se preocupando apenas com aquilo que é realmente importante - encontrar o imóvel ideal para você.

No vídeo a seguir selecionamos os 4 principais passos, logo abaixo, você pode conferir detalhadamente os 9 que irá percorrer:

 

 

1) Seleção dos Imóveis

A escolha de um imóvel é uma das mais importantes decisões que fazemos, logo, pesquisar é fundamental.

A internet tem se destacado como o principal meio de busca para quem pretende alugar em BH,  pois permite que se compare vários imóveis, em diferentes regiões, além de possibilitar a definição do seu objetivo com base em seu orçamento.

Não é à toa que mais de 90% dos clientes que alugam um imóvel na Casa Mineira iniciam a sua busca online, mesmo porque, fazer essa pesquisa em nosso site é muito simples: são mais de 10 filtros que permitem você definir com maior propriedade o seu interesse. 

 

Busca Casa Mineira Imóveis

 

Importante: Durante a seleção, ligue ou vá até a imobiliária. Além de conversar com um consultor e reforçar o seu interesse, você poderá conhecer os imóveis que entraram mais recentemente na base, afinal, as melhores oportunidades são alugadas rapidamente!  

2)  Visita aos Imóveis

Tudo bem que você não irá comprar o imóvel, mas ele será seu por um longo período, afinal, o tempo médio que um inquilino ocupa um imóvel é de 36 meses para os residenciais e 60 para os comerciais. Portanto, nada melhor que conhecer pessoalmente cada detalhe dos imóveis escolhidos e principalmente visitar o máximo que puder.

Vale destacar que mesmo havendo alguns que não estejam em sua região de interesse ou que não atendam a todas as características predefinidas, é importante visitá-los; assim, você terá base de comparação ou ao menos poderá dizer com propriedade “esse imóvel, definitivamente, não faz o meu perfil”. Não são raras as vezes em que um locatário se surpreende por um imóvel que, quando viu pelo site, não lhe encantou.

3) Conhecendo a Imobiliária

Ao alugar um imóvel você não está apenas escolhendo seu novo imóvel. Assinando o contrato de locação, você inicia também um relacionamento com a imobiliária escolhida para intermediar a relação inquilino/proprietário que será responsável pela cobrança dos alugueis e encargos, atendimento e intermediação de assuntos referentes ao contrato, manutenção do imóvel, condomínio, entre outros.

Quem opta por alugar imóvel através de uma imobiliária, está em busca de comodidade e segurança, pois é  ela a responsável por intermediar todos os processos, dos mais burocráticos aos mais conflituosos e/ou exitosos. A intermediação é fundamental para uma gestão saudável do processo de locação, o que impede qualquer desgaste entre locador e locatário. Diante disso, é importante que você verifique a idoneidade da empresa no mercado e principalmente tenha a certeza de que ela irá garantir a qualidade dos serviços prestados enquanto estiver no imóvel.

4) Intenção de Locação

A intenção de locação é o primeiro passo após a escolha do imóvel e dá início a parte “burocrática” do processo.

Leia mais: 3 cuidados que você deve ter ao se mudar para um imóvel alugado

Este termo é a formalização do interesse em alugar determinado imóvel para imobiliária e consequentemente ao proprietário. Nele irá constar não só o valor a ser pago como também todas as considerações que o possível inquilino julgar necessário para a assinatura do contrato, como por exemplo, o prazo da locação, data de início do contrato e eventuais reformas necessárias.

5) Documentação  e Garantia para Locação

Caso a sua intenção de locação seja aceita pelo proprietário do imóvel, você deverá apresentar a documentação para cadastro e definir a modalidade de garantia que melhor se encaixa em seu perfil.

  • Documentação:

A análise da documentação é realizada para garantir que o futuro inquilino tenha a renda mínima necessária para arcar com os custos do aluguel e encargos da locação, além de verificar seu histórico de “bom pagador”. Para isso, será solicitado que preencha uma ficha cadastral pessoa física ou jurídica  e disponibilize todos os documentos que comprovem as informações fornecidas.

  • Garantia para a locação:

Além da documentação do(s) locatário(s), é exigido que seja apresentado uma  garantia para locação, que funciona como uma espécie de proteção ao proprietário em caso de inadimplência. Atualmente, são 3 as modalidades mais praticadas no mercado:

  • Seguro Fiança

Comercializado  por  uma corretora de seguros, o Seguro Fiança é uma modalidade de garantia na qual o inquilino contrata uma Seguradora para garantir o contrato de locação, tendo o proprietário como beneficiário.

O valor do seguro fiança é definido de acordo com a análise da Seguradora. Em BH, ele, é de aproximadamente  2 aluguéis, mas a Casa Mineira tem uma condição especial com a Porto Seguro e na maioria dos casos conseguimos 1,5 aluguéis, sendo que o seu pagamento pode ser dividido em até 12 vezes, ou 6 vezes sem juros no cartão de crédito.

Vale ressaltar que o  Seguro Fiança tem validade de 12 meses e deve  ser renovado anualmente até o término do contrato.

  • Título de Capitalização

Também comercializado por uma corretora de seguros, o título de capitalização é outra modalidade que pode ser utilizada para garantir um contrato de locação. Em BH as imobiliárias exigem que o título seja equivalente a, pelo menos, 12 vezes o valor do aluguel + encargos (condomínio e IPTU).

O título servirá como garantia durante a locação e poderá ser resgatado integralmente ao final do contrato. Além disso, o valor é atualizado pela TR (Taxa Referencial) e você ainda pode participar de 2 sorteios realizados mensalmente pela Loteria Federal, concorrendo ao valor total do título em dinheiro.

O título de capitalização é a alternativa mais ágil para alugar um imóvel. A sua contratação é simples e rápida e dispensa análise cadastral minuciosa do inquilino que deve comprovar, apenas, renda superior a 03 vezes o valor do aluguel + encargos e estar com nome livre de restrições.

  • Fiadores

A última e mais conhecida opção é a apresentação dos fiadores, que podem ser pessoas físicas ou jurídicas. Para essa modalidade em BH, normalmente são exigidos 02 fiadores com renda líquida superior a 03 vezes o valor do aluguel + encargos, sendo que ao menos 01 deles deve obrigatoriamente possuir um imóvel quitado.

Nessa modalidade os fiadores, assim como o(s) locatário(s), devem apresentar fichas cadastrais devidamente preenchidas, bem como os documentos necessários para comprovar as informações fornecidas.

9 passos para alugar seu imóvel em BH

 

6) Aprovação do Cadastro

Após a entrega de toda a documentação a análise do seu cadastro será realizada pela imobiliária, caso a garantia escolhida seja Título de Capitalização ou Fiadores, ou pela Seguradora, se optar pelo Seguro Fiança.

O tempo de análise varia em cada caso, no entanto, na Casa Mineira essa análise é feita em poucas horas e na maioria deles, o cliente recebe o retorno no mesmo dia.

Uma dica importante para quem tem pressa em alugar um imóvel em BH é entregar a documentação completa seguindo exatamente as orientações da imobiliária.

7) Contrato de Locação e Vistoria

Após a aprovação do cadastro, a imobiliária responsável irá providenciar o termo de vistoria inicial e o contrato de locação.

O Termo de Vistoria inicial é um documento que detalha os aspectos estéticos do estado de conservação do imóvel. Seu principal objetivo é relatar a situação do imóvel no momento da entrega das chaves ao inquilino para que ao final da locação este seja devolvido ao proprietário no mesmo estado em que lhe foi entregue.

O Contrato de Locação é o instrumento que define os direitos e deveres do inquilino e do proprietário, bem como informações relevantes como o valor do aluguel, índice de reajuste, prazo da locação, data e forma de pagamento, entre outras.

 

Importante: Leia e confira todas as informações contidas no Contrato de Locação e Termo de Vistoria. Esses são os documentos mais importantes da locação pois irão conter as principais regras a serem cumpridas enquanto ocupar o imóvel.

 

8) Taxa de seguro contra incêndio

Um dos maiores riscos ao patrimônio imobiliário é o risco de incêndio. Por isso, para garantir a segurança do patrimônio do proprietário, as imobiliárias condicionam a locação do imóvel ao pagamento de um seguro contra incêndio.

É importante que tanto a imobiliária quanto o inquilino estejam atentos à contratação do seguro, bem como a sua renovação anual.

9) Entrega das Chaves

Com todos os documentos citados em mãos, os envolvidos já podem assinar o contrato e o atual inquilino poderá retirar as chaves do imóvel.

É claro que o apoio de uma imobiliária idônea é primordial para a realização do processo com segurança, no entanto, com conhecimento é possível livrar-se de aborrecimentos e evitar irregularidades.

Se você gostou de nossas orientações e está buscando um imóvel para alugar em BH, acesse o nosso site e encontre as melhores oportunidades no seu perfil.

Mas se você aluga ou está prestes a alugar um imóvel com a Casa Mineira, recomendamos a leitura do Manual do Locatário. O nosso manual contém todas as informações para ter uma locação tranquila.

 

Importante: Este passo a passo é valido tanto para locação de imóveis residenciais quanto comerciais.

 

 

 

Assine nossa newsletter!

Receba em sua caixa de entrada as melhores dicas para comprar, vender e alugar com inteligência em BH.