Anchieta
Central de vendas:0312536 9000
Central de locação:0313285 3005

Bairro Anchieta

Belo Horizonte

 

 

HISTÓRIA

As regiões belo-horizontinas começaram a se formar a menos de cem anos, sendo tão jovens quanto a capital mineira, e a história em volta do bairro Anchieta conta muito do contraste entre a juventude dos bairros e a tradição do estado, como um todo.

Tranquilo e muito arborizado, sendo um dos modelos de qualidade de vida na capital mineira, o Anchieta foi fundado na década de 1920 e, em 1966, quando a primeira padaria do bairro foi aberta, ainda não havia edifícios, apenas casas. Hoje, o bairro é reconhecido por seus projetos arquitetônicos antigos ou modernos onde os ambientes são extremamente espaçosos – o que anda em falta não só em BH, mas nas grandes capitais do país, visto o avanço da verticalização das grandes cidades.

 

 

O Anchieta é considerado um bairro nobre, de classe média-alta, na zona Centro-Sul de Belo Horizonte. Apesar de contar com uma extensa gama de estabelecimentos comerciais, incluindo um shopping, é um bairro majoritariamente residencial, com alta densidade populacional, que conta com sua própria associação de moradores, a Amoran (Associação dos Moradores do Bairro Anchieta). De acordo com o IBGE, são 12 mil pessoas espalhadas pelo bairro.

É uma das regiões que mais se destaca no cenário belo-horizontino pela proposta de qualidade de vida, sendo uma espécie de mini cidade dentro da cidade grande: tem de tudo um pouco, fazendo com que seus moradores possam desfrutar dos melhores serviços sem se afastar muito de casa. Além disso, é comum ver no Anchieta vizinhos de muitos anos que já viraram amigos e frequentam as casas uns dos outros, um hábito que vem se perdendo nas metrópoles: quanto mais corrida a vida fica, mais nos afastamos um dos outros.

Porém, no Anchieta, essa amizade entre vizinhos é apenas uma das peculiaridades que estão no bairro desde sua fundação. Por mais moderno que ele tenha se tornado, as famílias locais não se esquecem de suas raízes e inspiram novos moradores que não pensam em, tão cedo, se mudar dali.

PRINCIPAIS ATRAÇÕES

Se a localização de um bairro fosse o único item de influência na escolha do morador, todos os habitantes de Belo Horizonte morariam no Anchieta.

O bairro fica em um miolinho muito interessante da cidade, sendo delimitado pelas ruas Pium-í (fazendo divisa com os bairros Carmo e Sion), Vitório Marçola (no bairro Cruzeiro) e Avenida dos Bandeirantes (principal rua do Mangabeiras). A propósito, quase todas as ruas do Anchieta levam o bairro à Avenida dos Bandeirantes, uma das melhores opções para sair para o Belvedere e Nova Lima, além de dar acesso à Afonso Pena.

Esse é, inclusive, outro ponto de vantagem para a localização do Anchieta: além da proximidade com a Afonso Pena e Avenida dos Bandeirantes, a Avenida do Contorno também está bem próxima, dando fácil acesso às principais vias da região Centro-Sul de BH. Ao mesmo tempo, dentro do bairro o fluxo de veículos não é tão intenso – o que proporciona uma estranha tranquilidade aos moradores, que às vezes esquecem que moram em uma grande cidade.

Um ponto curioso do Anchieta é ser um bairro 100% cercado por outros bairros, sem fazer fronteira com a Serra do Curral, apesar de estar bem próximo a ela.

As principais ruas do Anchieta são Francisco Deslandes, Odilon Braga, Montes Claros e Vitório Marçola, que se junta ao bairro Cruzeiro.

QUALIDADE DE VIDA

Quanto mais a modernidade e a correria batem à porta, mais as pessoas buscam bairros com uma melhor de qualidade de vida. No Anchieta, a expectativa de vida ao nascer é de 83 anos, índice maior do que o IDH geral da cidade de Belo Horizonte, e a explicação é simples: não é só a calmaria do trânsito local que desestressa as pessoas do bairro. O ambiente de amizade, somado às ruas extremamente arborizadas, eleva a qualidade de vida ao mesmo tempo em que diminui os males causados pela poluição.

Para quem gosta de se exercitar ao ar livre, a Avenida Bandeirantes, que está bem próxima ao bairro, e a praça JK, são pontos de encontro para quem aprecia caminhadas e corridas. Além disso, aos domingos, uma das pistas da Bandeirantes fica fechada para que as famílias possam andar de bicicleta, patins ou correr sem se preocupar com o fluxo de veículos.

Mas o Anchieta também tem suas possibilidades de exercícios ao ar livre e convívio familiar. É lá que fica, por exemplo, o parque Julien Rien, com quase 15 mil metros quadrados de área dividida entre mata com fauna e flora locais e espaço para passeios e atividades recreativas. Quase 80% do espaço verde dessa extensa área é coberto por espécies ornamentais ou árvores nativas introduzidas no ambiente, tais como eucaliptos, tipuanas e sibipirunas.

E, para completar, o bairro também é recheado de prédios com apartamentos grandes, o que melhora muito a impressão dos moradores sobre seu próprio estilo de vida. Enquanto em muitos bairros o crescimento da verticalização gerou “apartamentos compactos”, com espaço bem reduzido, principalmente nos cômodos de convívio social, como sala e cozinha, no Anchieta os edifícios ainda conservam essa vantagem. E com outra boa notícia: não é porque alguns dos prédios espaçosos são antigos que estão mal cuidados ou ultrapassados. É como poder ter o melhor de outras épocas aliado ao que temos hoje de mais moderno em questão de encanamento, distribuição de energia e de rede wi-fi.

CULTURA, LAZER E TURISMO

Quando falamos do Anchieta, falamos de um bairro antigo, com tradição, inclusive na educação (tendo uma unidade do Colégio Arnaldo), e de um lugar arborizado, com grandes áreas verdes. Mas também falamos de um local que efervesce o melhor de BH, a cidade dos bares. E isso acaba tornando o Anchieta um ponto de encontro para o lazer e a vida noturna.

Dos cerca de dez mil bares que Belo Horizonte abriga, muitos dos nomes ilustres dessa lista estão no bairro, como o Bar do Doca, Marília Pizzeria, a Choperia Albano’s, a Churrascaria Cia do Boi, os restaurantes Vitelo’s e Alguidares… tudo isso só no circuito gastronômico instalado entre as ruas Pium-í, Montes Claros, Passatempo e Boa Esperança. Ou seja: ainda tem muito mais para se ver por toda extensão do Anchieta. A rua Pium-í é, inclusive, movimentada justamente por ter opções inacabáveis de bares e restaurantes de todos os estilos e para todas as idades. É um dos CEPs mais procurados da capital mineira no sábado à noite e nos happy hours durante a semana.

Mas nem só do profano vive o bairro de grande tradição na história de BH: a profissão da fé, por lá, também está em alta. O principal templo religioso do Anchieta é a igreja de São Mateus, que anima a paróquia com eventos dos calendários católico e comunitário já muito conhecidos dos moradores, como a Rua do Lazer nos dias das crianças e a Festa Junina do Anchieta.

SERVIÇOS

A primeira padaria do bairro, a Panificadora Anchieta, foi precursora para uma gama de serviços locais que, hoje, conta até com um shopping center. Podemos destacar, de prontidão, a Padaria Pão e Companhia e o Carrefour Bairro como os principais centros de compras diárias dos moradores, atendendo às necessidades básicas das famílias.

É na rua Francisco Deslandes que encontramos a maior variedade comercial dentro do bairro. Lá está situado o shopping Plaza Anchieta, que conta com padaria, cervejaria, restaurantes e até um centro da Polícia Federal, muito procurado para emissão de passaportes. Ainda na Francisco Deslandes é possível se servir, também, de agências bancárias dos principais bancos, oficinas mecânicas, chaveiro e eletricistas, serviços de encanamento e lojinhas de bairro para moda e presentes nas suas imediações. Outro ponto de referência para o comércio local é a rua Vitório Marçola, mais voltada para serviços de academia, salões de beleza, sacolões, supermercados e padarias, dentre outras variedades.

TRANSPORTE

O Anchieta tem duas linhas de ônibus a seu serviço, que são a 4111 (Anchieta/Dom Cabral) e a 2103 (Anchieta/Prado). Mas é justamente sua localização privilegiada que faz com que diversas outras linhas de ônibus passem por lá, ligando os moradores aos mais variados bairros de BH.

Para quem está acostumado a andar mais de carro, o sistema de transporte dentro do Anchieta funciona tão bem que é possível ouvir de moradores o quão rara é a ocorrência de engarrafamentos nas principais vias do bairro. Concluindo, o Anchieta é um lugar onde, para transporte público ou privado, o sistema de trânsito realmente funciona.

Compra e aluguel de imóveis no bairro Anchieta

Quer comprar, alugar ou vender um imóvel no Anchieta? Então a sua melhor opção é a Casa Mineira. Conheça a filial responsável pelo bairro:

 

Unidade Anchieta

 

 

POR QUE VALE A PENA?

Se você pudesse morar em qualquer lugar da cidade, onde você moraria?

Em um lugar com boa localização, alto índice de qualidade de vida, boa distribuição de serviços, sistema de transportes favorável, com boa possibilidade de encontrar um imóvel espaçoso… ou em outro lugar que, talvez, não inclua tantos benefícios no mesmo pacote?

O Anchieta vale a pena por ser, simplesmente, o Anchieta – e prover, justamente, esse pacotão de benefícios a quem o procura. Vale a pena por mesclar seus edifícios antigos a edifícios novos, modernos, luxuosos e igualmente espaçosos. Por manter a tradição da amizade entre vizinhos tão viva a ponto de vê-los criar uma associação de moradores que funciona e se ajuda nos momentos de crise. Por dividir o concreto que define uma grande cidade com um parque imenso, dando ao bairro ares de interior.

E, acima de tudo isso – ou por causa de tudo isso –, por ser sempre um dos endereços mais valorizados de Belo Horizonte. Faz um bom negócio quem investe no Anchieta hoje, porque sua localização e infraestrutura o transformam no sonho de consumo da maioria dos belo-horizontinos. Isso significa que, se você está comprando para morar, não vai querer sair do bairro – mas, se for para investir, não vai ficar com o imóvel parado. Existem muitas pessoas, hoje, querendo morar no Anchieta.

E se você der uma chance ao bairro verá que é, provavelmente, uma delas.

Guia de bairros vizinhos do Anchieta

Sion

Serra