Cidade Nova
Central de vendas:0312536 9000
Central de locação:0313285 3005

Bairro Cidade Nova

Belo Horizonte

HISTÓRIA

O Cidade Nova é um dos bairros mais novos de BH. Sua origem se deu como a da maioria dos bairros da capital mineira, sendo nos primórdios o loteamento de uma fazenda. Nesse caso, a Fazenda Retiro Sagrado Coração de Jesus, cujo dono era a família Cândido da Silveira, responsável por abastecer toda a capital com madeira, lenha, tijolo, leite e outros gêneros alimentícios. Mas sua expansão urbana só começou na década de 1960, e culmina hoje como um dos principais bairros de classe média e média-alta de BH.

Localizado na região Nordeste, hoje o Cidade Nova virou ponto de referência. É bem localizado e muito movimentado, e liga bairros da Nordeste à Leste, por meio de vias de acesso como as avenidas Cristiano Machado e José Cândido da Silveira. Esta última remonta à origem do bairro, já que o “tal” José era, justamente, o dono da fazenda onde hoje ele se encontra. Contam que a expansão urbana trouxe às terras de José Cândido da Silveira o risco iminente de desapropriação e invasões. Visionário, ele resolveu vender as terras antes que isso acontecesse, sendo o idealizador do primeiro loteamento. Em 1965, em parceria com grandes empresas do setor imobiliário, começou a venda dos lotes.

Naquela época, o acesso ao bairro não era tão fácil quanto é agora. Por isso, por um tempo, as vendas ficaram estagnadas. O governo municipal decidiu dar uma olhada com carinho nas vias de acesso, já esperando uma expansão para as regiões Nordeste, Pampulha e Venda Nova, e alguns edifícios foram sendo erguidos, o que chamou a atenção dos comerciantes para a economia local. O que era estritamente residencial começou a se misturar com o que era comércio, dando início ao que hoje classificamos como um bairro misto de extrema qualidade: tem boas moradias e excelentes estabelecimentos comerciais de toda sorte.

PRINCIPAIS ATRAÇÕES

Vizinho de bairros como Sagrada Família, Nova Floresta, Silveira, Bairro da Graça e Santa Inês, o Cidade Nova fica às margens da Avenida Cristiano Machado, hoje ponto importante da mobilidade belo-horizontina. Além dela, suas demais principais vias de acesso são a avenida José Cândido da Silveira, além das ruas Júlio Otaviano Ferreira e Coronel Pedro Paulo Penido. Outra importante via de acesso ao bairro é a Conselheiro Lafaiete, extensa rua do bairro vizinho Sagrada Família.

Dentro do Cidade as principais ruas são Doutor Júlio Otaviano Ferreira, Professor Pimenta da Veiga, Tabelião Ferreira de Carvalho, Deputado Bernardino Sena de Figueiredo e Cardeal Stepinac.

QUALIDADE DE VIDA

O Cidade Nova é um bairro ao mesmo tempo tranquilo e animado. Tranquilo porque não é entrecortado por ruas ruidosas, e tem caráter majoritariamente residencial, apesar de ter boa gama de opções no comércio. Animado porque é um point de bares e restaurantes procurados pelo público belo-horizontino como um todo, e não apenas pelos moradores do bairro.

Ele também é um bairro bem arborizado, fazendo com que a qualidade do ar esteja consideravelmente mais leve do que nos grandes corredores, inclusive no vizinho Cristiano Machado. E quem quiser levar uma vida mais saudável pode se esbaldar com as opções de esportes do Cidade Nova. Existem academias pagas, como Equilíbrio, Fórmula 1, Perfil e Alta Energia e também as opções de academia da cidade, com muitos aparelhos na Avenida José Cândido da Silveira, que tem uma pista de cooper e caminhada que começa no limite da avenida com a Cristiano Machado e vai até o trevo de Sabará, conhecido como “Trevo dos Motéis”. Além disso, o bairro tem academias especializadas em natação, como a Aquário Fitness e a Oficina D’Água, e quadras poliesportivas para aluguel de hora, como Planeta Bola e Recreio.

CULTURA, LAZER E TURISMO

Apesar de ser um bairro relativamente novo, o Cidade Nova tem uma bagagem cultural muito grande. A começar pelas escolas, onde abriga nomes dos mais tradicionais, tanto no ensino público quanto no particular, como o Colégio Espanhol Santa Maria (com educação desde o maternal ao Ensino Médio, possuindo convênio com a Espanha), Acalanto, NUPI, Escola Municipal Professora Maria Modesta Cravo e Colégio Logosófico. Também é endereço de várias franquias de escolas de idiomas, como Number One Idiomas, MAI English e Luzianna Lana Idiomas, além do Pré Vestibular Mais e da Melody Maker Escola de Música.

Para o turismo, um ponto bem procurado no Cidade Nova é o Museu do Bordado, cujo acervo traz toalhas, lençóis, fronhas, camisolas e toalhas batismais, dentre outras peças, que podem datar até de 1790. Toda essa riqueza pode ser apreciada e, também, estudada, já que o museu oferece aulas de desenho artístico, pintura a óleo sobre tela, pintura acrílica e pintura em tecido. E quem vai desfrutar do bairro para turismo também pode ter bons momentos de lazer e cultura no Parque Ecológico e Cultural do Cidade Nova, cujo nome “oficial” é Parque Professor Marcos Mazzoni. São 14.100 metros quadrados de vegetação exótica, que se divide entre árvores ornamentais e frutíferas cobrindo aproximadamente 70% de sua área. Os visitantes também podem ver árvores de outras regiões do país, como o Ipê do Cerrado, a Sucupira, também do Cerrado, e a Pimenta-de-Macaco. Na fauna, bem-te-vis e rolinhas chamam a atenção, e as crianças podem se divertir no parquinho e teatro de arena. Apesar de possuir aparelhos de ginástica, o parque é procurado por ser mais um recanto para contemplação do que um lugar para a prática de exercícios físicos.

Outro point ecológico da região do Cidade Nova é o Parque da Matinha, cujo CEP fica oficialmente no bairro União. Ele foi criado em 1991, através de um apelo dos moradores locais pela preservação da área, e tem 15.700 metros quadrados cobertos em mais de 80% pela mata. As espécies mais comuns de se ver na flora do parque são Açoita Cavalo, Angico Rajado, Embaúba, Jatobá da Mata, Pau de Jangada, Arranha Gato, Jacaré, Pau D’óleo e madeiras de lei típicas de Mata Atlântica, tais como Cedro e Jatobá. Já a fauna local é composta por aves estilo sabiá-branco, saíra e jacupeba e mamíferos pequenos como o mico-estrela e o gambá.

O bairro é recheado de praças, com a Praça Guimarães Rosa (que recebe a visita de food trucks semanalmente), a Praça Antônio Xavier e a Issa Barakat, todas elas ótimas opções para descansar com a família.

Por fim, o Cidade Nova mantém a cultura tradicional mineira e abriga no bairro uma igreja de pompa e elegância: a Igreja Santa Luzia, uma das mais solicitadas semanalmente para a realização de bodas. Famosa em toda a cidade, a igreja é requisitada pela sua tradição e também pelo seu tamanho, sendo um templo grande, bonito e bastante arejado.

Na parte de bares e restaurantes, a gente destaca a Rua Alberto Cintra, que pega um pedacinho do Cidade Nova em direção ao Minas Shopping, que é recheado de opções indo do a la carte ao espetinho e cerveja gelada. No miolinho do bairro tem também o espaço Família Paulista, com bares que comumente participam do concurso Comida Di Buteco. Além disso, é fácil encontrar nas praças do Cidade Nova os famosos food trucks, principalmente de comidas como sanduíche, coxinha e brigadeiro. Outra boa opção, perto da José Cândido da Silveira, é o Chico da Carne, excelente para happy hours, almoços de família no domingo e comemorações de aniversário em todos os dias da semana.

SERVIÇOS

O bairro tem um comércio variado e muito conceituado, a começar com a Feira dos Produtores, que é um complexo de serviços bem semelhante ao Mercado Central, porém com dimensões menores. Na Feira dos Produtores dá para fazer todo o sacolão e açougue, além de comprar alimentos para dieta fitness, biscoitos, queijos, flores e utensílios gerais, como tupperwares, panelas, jogos de facas, grelha para churrasco, vestuário e muito mais. Dentro da Feira dos Produtores também é possível encontrar restaurantes a quilo e salões de beleza, além de botequinhos que servem “comida de feira” com cerveja gelada. Ou seja: além de ser um excelente centro de compras a feira é, também, um lugar de lazer para a família toda.

Mas as coisas boas não param por aí: o Cidade Nova é repleto de redes de fast food, como Habib’s e McDonald’s, supermercados, como Super Nosso e Epa, restaurantes, pizzarias, hotéis, drogarias, lavanderias e outras lojas de primeira necessidade. Nessa parte do comércio o maior destaque fica por conta de estabelecimentos como a Esquina do Petisco, o Gaulês e o restaurante e pizzaria Druida, um dos mais antigos do bairro – e também dos mais requisitados. Há também uma franquia da padaria Arte do Trigo, conhecida em toda BH por ser uma padaria “gourmet”, com oferta de salgadinhos, confeitaria, mercearia, caldos, pizzas e até sushis.

A rua Coronel Pedro Paulo Penido dá conta da parte da diversão, com diversos bares e restaurantes, e da saúde, com clínica geral e laboratório para exames, além de ter próximo a drogaria Araújo. O Cidade Nova também conta com agências dos seguintes bancos: Caixa Econômica Federal, Mercantil do Brasil, Itaú, Banco do Brasil e Bradesco.

TRANSPORTES

Por estar às margens da Cristiano Machado e da José Cândido da Silveira, transporte não é problema para quem mora no Cidade Nova. As duas avenidas têm linhas de ônibus para diversos pontos da capital e região metropolitana, e a Cristiano Machado é, ainda, alimentada por diversas linhas do Move, tendo faixa exclusiva para esse serviço. É uma ótima opção para fugir do trânsito nesse corredor, que costuma ficar complicado nos horários de pico.

Algumas das linhas que ligam o Cidade Nova ao Centro, Centro-Sul e região, fora do circuito Move, são a 8102 (União/Sion), 8150 (União/Serra), 8108 (Cidade Nova/Savassi), 9410 (Sagrada Família/Coração Eucarístico), Circular 81, dentre outros que passam pelas principais avenidas que cerceiam o bairro.

Compra e aluguel de imóveis no bairro

Quer comprar, alugar ou vender um imóvel no Cidade Nova? Então a sua melhor opção é a Casa Mineira. Conheça a filial responsável pelo bairro:

 

Unidade Cidade Nova

 

POR QUE VALE A PENA?

Apesar de ser um bairro de extremos (sua gama de opções saudáveis de esporte é tão extensa quanto a de fast foods que abriga), o Cidade Nova não é um bairro de muitas surpresas – pelo menos não desagradáveis. É sim, uma cidade nova, tendo tudo do bom e do melhor, com muitas opções de lazer, mas não se distancia muito da realidade dos seus bairros vizinhos. Quem já morou no Sagrada Família, Floresta ou Santa Inês pode encontrar diversas semelhanças – e, em alguns casos, ter a sensação de que, na verdade, “só desceu o morro” para morar no Cidade Nova.

Sendo uma das caçulinhas de BH, essa região logo se valorizou tanto nas iniciativas comerciais quanto na imobiliária. O bairro é extensamente verticalizado, dando aos moradores opções que vão desde apartamento de um quarto até semi-luxo. E, justamente por ter sido desenvolvida depois dos demais bairros de BH, a região tem arquitetura e engenharia modernas e muitas possibilidades de escolha. Para investir, ele é uma das grandes opções do momento, já que está às margens da Cristiano Machado, promovendo acesso facilitado aos principais aeroportos, e malha para diversos bairros da capital. Com a construção do corredor do Move e dos viadutos da grande avenida, melhorando consideravelmente o trânsito em relação a alguns anos atrás, o bairro ficou bem mais quisto, o que elevou o preço do aluguel na região.

Seja para morar ou alugar, ter um imóvel no Cidade Nova é caminhar rumo ao progresso da cidade como um todo. A Cristiano Machado é uma avenida que agrega vários bairros e desemboca rumo ao Vetor Norte, onde existe claro o crescimento habitacional de BH. Ou seja: em alguns anos, é possível que a região do Cidade Nova seja o “novo Centro”, já que tem para o quesito atividade comercial intensa e possibilidade de deslocamento para todos os pontos da cidade.

A aposta, nesse caso, fica a critério do tipo de imóvel, e isso vai ser muito difícil escolher. Majoritariamente residencial, o bairro conta com inúmeros bons apartamentos, mas também conserva em alguns imóveis o aconchego das casas com varanda larga e quintal ao fundo, típicas das cidades do interior. Algumas dessas residências ficam em ambiente de fácil exploração imobiliária, principalmente a que visa a verticalização, e comprar uma casa hoje no Cidade Nova pode se traduzir, daqui a pouco, em ter uma mina de ouro sob os pés.

De qualquer forma, vale a pena curtir o bairro antes de passar o investimento pra frente. Ele é daqueles que vai ter tudo o que você já esperava, mas pode te surpreender – e muito – da maneira mais positiva possível.

Guia de bairros vizinhos do Cidade Nova

12

 

_