Financiar ou pagar à vista? Confira a melhor opção para você!

Financiar ou pagar à vista? Essa é certamente uma das perguntas que mais recebemos e a resposta para ela não é SIM, nem NÃO. Mas, DEPENDE!

Assista ao vídeo abaixo para entender ou continue lendo o artigo:

 

 

As taxas de financiamento habitacional são muito atrativas, principalmente se comparadas à taxa básica de juros - SELIC (utilizada para definir o piso dos juros no país), logo, a regra básica para você saber se é ou não hora de investir em um financiamento é simples:

 

Financiamento imobiliário

 

Quando a taxa SELIC estiver maior que a taxa do financiamento habitacional em mais de 20%, financeiramente, vale mais a pena financiar a maior parte do imóvel e deixar o dinheiro aplicado, ou seja, fazer um misto entre aplicação financeira e financiamento, economizando com inteligência para dar uma entrada significativa e financiar o restante de forma que não comprometa o seu orçamento.

Leia mais: O guia completo para comprar um imóvel com segurança

Por outro lado, se você não possui uma boa disciplina financeira para deixar o seu dinheiro aplicado ou não consegue conviver com uma dívida por muitos anos, o ideal é financiar menos, afinal, o seu conforto psicológico é o mais importante.

Usado com inteligência, o financiamento imobiliário pode ser uma excelente opção para quem deseja comprar um imóvel, principalmente se for o primeiro. Para quem vive de aluguel, por exemplo, o valor da parcela de um imóvel pronto para morar pode substituir o aluguel pago mensalmente. Agora, se o imóvel for comprado na planta, aluguel e prestação deverão se somar, o que tornará o processo tão pesado quanto poupar para comprar à vista. Portanto, se você mora de aluguel, financeiramente falando, a compra de um imóvel pronto é mais vantajosa.

 

E se os juros abaixarem após a compra?

Neste caso, há duas possibilidades. A primeira é utilizar o recurso aplicado para quitar o financiamento, opção acessível, já que o sistema SAC (Sistema de Amortização Constante), utilizado na grande maioria dos financiamentos, cobra apenas os juros do período utilizado em caso de quitação ou amortização.

A segunda é fazer a portabilidade de seu financiamento para uma taxa mais competitiva em outra instituição financeira.  

Vale lembrar que, durante os últimos 15 anos, em apenas 1 ano, a taxa SELIC esteve próxima dos juros de financiamento habitacional. Portanto, o histórico mostra que o habitual é estar sempre acima dos 20% que mencionamos e, consequentemente, financiar pode ser uma opção segura e vantajosa.

Á proposito, fiquem atentos as oportunidades!

Entenda melhor a importância de pré aprovar o seu crédito imobiliário

Muitos bancos possuem condições especiais para diversos tipos de clientes, afinal, para eles um relacionamento de vários anos, como é o caso do financiamento pode permitir que você faça mais negócios no futuro, já que eles entendem e comprovam, por meio de estudos, que clientes fidelizados pelo financiamento habitacional terão um longo histórico com o banco.

Há também a possibilidade de conseguir descontos nas taxas com pequenas ações: débito automático da prestação do financiamento, transferência da conta salário para o banco, dentre outras, que, sem dúvida, vale a pena observar e seguir.

Resumindo, um bom investimento imobiliário é aquele que se faz de forma consciente e principalmente respeitando os limites de seu orçamento. Por isso, sua escolha dependerá não apenas das taxas envolvidas, mas principalmente do seu planejamento econômico para o futuro.

 

apartamentos em bh

7 respostas para “Financiar ou pagar à vista? Confira a melhor opção para você!”

  1. Alexandre disse:

    Bacana, gostei.
    Alexandre

  2. Louis disse:

    Será que somente eu tenho a impressão de que esse artigo favorece bem os bancos ? Quem ganha com este artigo, os compradores?

    • Marcos Lenine disse:

      Louis, obrigado por seu comentário!

      Para nós aqui na Casa Mineira, não há distinção em nenhum sentido de um cliente que deseja comprar a vista ou financiado.

      No caso, o financiamento habitacional é uma das formas mais concreta para a maioria das pessoas que quer adquirir seu patrimônio imobiliário, mas quem tem o dinheiro para comprar à vista só terá menos etapas para a compra, já que, como explicamos em nosso artigo sobre aprovação de crédito (http://www.casamineira.com.br/blog/credito-imobiliario-importancia-de-pre-aprovar-o-seu-antes-de-escolher-um-imovel/), o financiamento imobiliário demanda algumas comprovações extras (o que estende o tempo de compra).

      Mas, para deixar mais claro o artigo, acabamos de incluir um vídeo onde nosso Diretor de Vendas explica os detalhes do artigo. Segue o link: https://youtu.be/LrVBRYbX_Tc

      Espero te esclarecido melhor, se tiver sugestões para melhorarmos o conteúdo, por favor comente aqui! =)

      Abraços,
      Marcos Lenine

  3. Peterson Machado disse:

    uma questão. digamos que eu queira comprar um imóvel de 300mil, e eu tenha estes 300mil, e portanto, tenha a opção de pagar à vista. mas pesquisando vi que poderia dar 100mil de entrada e financiar os 200mil, assim podendo aplicar os 200mil que me restaram. qual das duas opções vale mais a pena?
    fiz um cálculo rápido, pensando que, para um financiamento de 30 anos pagaria no máximo um valor de 600mil na soma de todas as prestações (o que é na verdade um valor mais alto que o encontrado hoje no mercado), então, agora quero comparar que durante os 30 anos eu aplique os 200mil que me sobraram em um fundo que me renda um percentual de 6% líquido ao ano (o que é baixo para os padrões atuais) em 30 anos o montante total seria de 1.148.698,35, ou seja, quase o dobro do que seria pago no financiamento. Logo, penso que investir o dinheiro e financiar o máximo possível valha mais a pena do que pagar à vista.

  4. Fabio disse:

    Boa tarde,
    a taxa SELIC na ultima reunião do COPOM foi reduzida pra 3% e tende a diminuir mais na próxima reunião da semana que vem. Como estou na iminência de comprar um imóvel, tenho acompanhado e os bancos não reduziram os juros. Há relação direta ? Você acredita que baixando a SELIC novamente é provável que haja redução dos juros do financiamento ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *