Iluminação residencial: como escolher e dar mais vida para sua casa?

Você já ouviu falar em projetos de iluminação residencial? Eles podem ajudar bastante na decoração de uma casa, valorizando os ambientes e tornando-a mais aconchegante.

A iluminação residencial é em muitos casos ignorada ou negligenciada quando vamos reformar nossa residência. Contudo, o que a maioria ignora é que o posicionamento e escolha adequada das luzes garantem ao ambiente mais charme e conforto, além de realçar o projeto arquitetônico e o design de interiores. Isso porque, é a iluminação quem direciona o olhar das pessoas para os detalhes do lugar.

Desse modo, é muito importante que seja feito um bom planejamento de iluminação do seu imóvel. Ele deve levar em consideração elementos que vão muito além dos aspectos estéticos, como cor da luz, número de watts das lâmpadas e até a função de cada cômodo.

Dicas para projetar uma iluminação residencial

Utilidade

O primeiro passo para um projeto de iluminação residencial é pensar na utilidade de cada ambiente. Como ele será utilizado? Assim é possível pensar na iluminação ideal para ele. Um escritório, por exemplo, pede por uma iluminação que mantenha seus ocupantes alertas e por isso deve ser bem claro.

Em contrapartida, o ideal é que ambientes mais aconchegantes como as salas de jantar tenham uma iluminação menos intensa. Para ambientes em que várias atividades são realizadas como o quarto é possível trabalhar diferentes níveis de iluminação.

Decoração

A iluminação também pode se integrar à decoração da residência. Luminárias, arandelas e abajures são ótimos elementos decorativos que podem integrar o seu projeto de iluminação residencial. Eles podem estar combinando entre si e com outros itens da casa. Atente-se também aos materiais utilizados. Isso porque eles podem influenciar na formação de sombras no ambiente, além de esquentar ou ocupar muito espaço. Além disso, é importante que elas combinem com a sua decoração. Aposte em luminárias feitas de metal para ambientes mais industriais, por exemplo.

Analise o espaço

O espaço disponível também é muito importante na hora de decidir a sua iluminação. Isso porque, ela deve agregar informação e não saturar o ambiente. Assim, se o seu apartamento for muito pequeno, apostar em luminárias muito grandes e desproporcionais ao resto dos móveis pode ser um erro. Em contrapartida, se o seu imóvel tiver o pé-direito alto apostar em grandes lustres pode ser uma ótima ideia.

Iluminação externa

Se a sua casa conta com um jardim ou com um espaço gourmet pode ser interessante planejar uma iluminação externa. Desse modo, o lugar ficará bonito mesmo durante a noite, além de permitir a sua usabilidade da melhor maneira possível nesses momentos. Além disso, a iluminação externa também deve levar em consideração a parte de fora da casa, como o portão. Manter esse local bem iluminado facilita o acesso e aumenta a segurança.

Iluminação indireta

Como dito, abajures e luminárias são ótimas apostas para a decoração da sua residência. Além disso, são ótimas apostas para um projeto de iluminação residencial que leve em consideração a iluminação indireta. São ótimos recursos para atrair a atenção para um objeto ou área específica do ambiente, como quadros ou pequenos objetos.

Destaque os móveis

A iluminação também pode ser um excelente recurso para destacar seus móveis. Isso porque, é possível instalar luzes de LED em fita ou até pequenos spots dentro deles para destacá-los. Caso eles sejam planejados  isso pode ser incluído no projeto. Além disso, é possível posicionar as luzes direcionadas para os móveis que quer ressaltar. Estantes de livros, por exemplo, passam a ter uma aparência totalmente diferente com a iluminação direcionada.

A iluminação ideal para cada cômodo

Como dito, cada cômodo da casa exige um cuidado especial na hora do planejamento da iluminação residencial. Apesar de cada família possuir rotinas e necessidades distintas, é possível estabelecer a iluminação ideal para cada local da casa.

Sala de jantar

A sala de jantar já foi citada como um ambiente que exige uma iluminação que ressalte o seu aconchego. Aqui, o foco é a comida e o ideal é que o ponto principal de luz esteja posicionado em cima da mesa. Contudo, é importante que a luz seja refletida ou difusa para não ofuscar a visão das pessoas durante as refeições. Atente-se ao tamanho da luminária para que ela seja correspondente ao tamanho do ambiente. Para criar o clima aconchegante o ideal é que as luzes sejam amarelas.

Escritório

O escritório é um ponto muito importante de uma casa, principalmente para aqueles que trabalham em home office. Durante a pandemia de Covid-19 muitas pessoas se preocupam em montar ou reformar seus escritórios de modo a torná-los mais usuais. Contudo, muitas pessoas ignoraram o fator iluminação durante esse processo. Como o cômodo exige que seus ocupantes fiquem alertas durante o trabalho, ele precisa ser bem iluminado.

Além disso, práticas como a leitura exigem muito da visão e pouca iluminação pode causar dores de cabeça e fadiga. Dê preferência para uma iluminação mais uniforme evitando reflexos da tela do seu computador. Assim, nesse ambiente você pode utilizar luminárias para uma iluminação geral e spots com luz direcional para uma iluminação auxiliar.

Sala de estar

A sala de estar é um dos ambientes da casa que mais pode ser transformado pela iluminação residencial. Esse ambiente requer uma luz amarelada para criar a sensação de aconchego. Além disso, identifique bons lugares para instalar abajures e spots de luz para dar um ar de sofisticação à sua sala. Para destacar quadros e outros elementos decorativos você pode instalar lâmpadas focais.

Quartos

Os quartos são cômodos reservados para descanso e relaxamento. Assim, apostar em uma iluminação mais suave pode levar um ar de serenidade ao ambiente. Além disso, o ideal é que a iluminação seja indireta para criar um clima aconchegante. Esse tipo de iluminação também garante que, caso o quarto conte com uma televisão, ou você precise levar o notebook para a cama, os reflexos não atrapalhem a sua visão.

Banheiro

Normalmente a iluminação do banheiro é pensada nas diferentes possibilidades de utilização. Caso ele conte com uma banheira, por exemplo, é importante criar um clima relaxante. Contudo, lembre-se que na maioria das vezes também utilizamos o banheiro para fazer a barba ou uma maquiagem. Essas atividades exigem uma boa iluminação. O ideal é que se utilize lâmpadas de LED com foco frontal ao redor do espelho. Essa estratégia de iluminação garante luz no rosto inteiro, sem criar sombras. Como luz principal, você pode apostar em luzes amarelas e difusas, para garantir a sensação de aconchego.

Cozinha

A cozinha é um dos principais ambientes de uma casa. No Brasil, principalmente, esse cômodo é muito importante já que as refeições normalmente reúnem os familiares. Assim, a cozinha vai muito além de um local de preparo dos alimentos, ganhando espaço como um ambiente de convívio social e de grande circulação.

Desse modo, esse é um ambiente que requer bastante luminosidade. Tente aproveitar ao máximo a iluminação natural e depois pense em como utilizar os recursos artificiais. Você pode utilizar spots para criar foco, direcionando a luz para uma bancada, por exemplo.

Varanda

Esse é mais um ambiente em que temos alguns momentos de descanso e lazer. Aqui, busque iluminar ao máximo os elementos disponíveis como bancadas e mesas. Desse modo, a utilização de spots também pode ser uma boa ideia para a varanda. Você também pode utilizar fitas de LED embaixo dos móveis.

Esse também é um ambiente que permite luminárias de piso. Esses elementos junto às espreguiçadeiras ou sofás conferem à varanda um charme e glamour. Além disso, elas podem ser muito úteis para momentos de leitura, por exemplo.

Área de serviço

A área de serviço é um ambiente que idealmente deve estar muito iluminado e com poucas sombras. Assim, as luzes de LED são as mais indicadas já que possuem menor consumo de energia. Além disso, essas lâmpadas não superaquecem o local tornando-o mais agradável, o que é muito recomendável já que a área de serviço é onde realizamos algumas atividades domésticas. Além disso, opte por uma lâmpada que emite luz branca, que é a mais recomendável para áreas de concentração e trabalho.

Iluminação residencial: a diferença para a sua casa

A iluminação residencial é muito importante para criar sensações em uma casa. Contudo, essa é uma tarefa que exige muita atenção e cuidado. Isso porque, alguns erros comuns podem tornar o ambiente cansativo e desagradável. Criar muitos pontos de luz, por exemplo, pode saturar o ambiente e retirar a sensação de aconchego que se espera em uma casa. Além disso, é importante se atentar ao uso adequado de peças e tipos de lâmpadas.

Para garantir que a iluminação da sua casa esteja de acordo com a sua rotina e o uso dos ambientes você pode contar com a ajuda de um profissional. Normalmente, designers de interiores e arquitetos estão qualificados para fazer o projeto de iluminação da sua casa. Contudo, caso essa contratação não esteja em seu orçamento, as dicas acima podem te ajudar a evitar erros. 

Anuncie no Portal Casa Mineira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.