Morar na praia: as vantagens, desvantagens e o que levar em conta ao tomar essa decisão

Morar na praia é o seu sonho? Confira nesse artigo as vantagens e desvantagens desse empreendimento e as melhores cidades litorâneas do Brasil.

Estar diante do oceano e experimentar novos hábitos de vida estão entre os motivos que têm aumentado a procura por residências no litoral. Morar na praia é o sonho de muitas pessoas, e o Brasil possui muitas cidades litorâneas que atendem às necessidades de cada comprador. Contudo essa empreitada oferece algumas vantagens e desvantagens que devem ser analisadas antes de fechar a compra.

Vantagens de morar na praia

Optar por morar na praia é uma decisão que muitos tomam pensando em alterar seu ritmo de vida. Contudo, existem muitas outras vantagens para quem decide por morar em cidades litorâneas:

Paisagens maravilhosas e contato com a natureza

Uma das principais vantagens que nos vêm à mente quando pensamos em morar na praia diz respeito às lindas paisagens. No Brasil, muitas das praias são transformadas em áreas de conservação, com a intenção de manter o equilíbrio do ecossistema de modo que a interferência humana seja mínima.

Desse modo, as pessoas que moram próximas ao litoral costumam se identificar mais com a natureza e estabelecer um melhor contato com ela. Além disso, se você é apaixonado pelos animais, morar na praia pode ser uma boa forma de ter contato com animais marinhos e costeiros.

Alimentação diferenciada

Morar na praia também pode significar uma boa mudança na sua alimentação. Para aqueles que gostam de refeições a base de peixes e frutos do mar, morar no litoral pode ser uma boa forma de ter acesso a esses alimentos frescos e com maior qualidade. Outro ponto positivo consequente disso é a maior ingestão de ômega-3, que influencia diretamente na absorção de gorduras boas.

Prática de novos exercícios físicos

Normalmente a rotina dos grandes centros dificulta a realização de exercícios físicos. Isso faz com que muitas pessoas incorporem academias às suas casas. Contudo, morar na praia pode ser uma maneira muito mais agradável de manter a prática de exercícios físicos. Isso porque, o ambiente favorece a criação de uma rotina de práticas ao ar livre, como corrida, bicicleta, natação e surfe.  

Mais segurança

Cidades litorâneas costumam ser fortes atrativos para turistas. Desse modo, essa atividade econômica favorece maior investimento em segurança para garantir o bem estar das pessoas que visitam esses locais. Assim, o índice de assaltos, furtos e crimes em cidades com praias é menor se comparado às demais cidades e metrópoles no Brasil.

Muitas atividades de lazer

Morar na praia significa ter muitas oportunidades de entretenimento. Mais uma vez, as altas demandas dos turistas exigem a criação de eventos e atividades incomuns aos grandes centros urbanos. Na maioria das vezes essas atividades envolvem a natureza e o que está ao redor dela como luaus, competições de surf, restaurantes com culinárias diferenciadas, trilhas e campings.

Além disso, os próprios passeios na praia são atividades únicas e agradáveis que permitem conhecer mais da cidade e suas belezas naturais. Além disso, como a maioria das regiões litorâneas possuem áreas de preservação é possível visitar ONGs cujo trabalho visa a preservar fauna e flora locais.

Melhora na qualidade de vida

Morar na praia significa muitas vezes fugir do caos dos centros urbanos. Assim, é possível se livrar do estresse do trânsito e dos ruídos. Além disso, estar perto do mar é poder usufruir do barulho das ondas como um excelente calmante. Isso porque, esse som provoca em nosso corpo uma maior sensação de relaxamento o que índice sobre nossos índices de cortisol, hormônio responsável por provocar estresse.

Por outro lado, morar na praia também significa estar em maior exposição à luz solar. Isso resulta em aumento do índice de absorção da Vitamina D, responsável por fornecer cálcio para o organismo e ainda atuar sobre o humor.

Valorização do imóvel

Outro ponto muito interessante quando falamos em adquirir um imóvel na praia diz respeito à valorização dessas propriedades. Imóveis em regiões litorâneas são muito procurados, principalmente durante a alta temporada. Desse modo, um imóvel na praia tem tendência a se valorizar, seja para venda ou para alugar.

O aluguel por temporada é uma ótima fonte de renda. Muitas famílias alugam suas casas no litoral durante as férias enquanto viajam. Essa opção, oferece uma renda extra para os locadores e maior conforto e intimidade paras os turistas.

Entenda os desafios de morar na praia

Apesar de morar na praia oferecer muitas vantagens, esses empreendimentos também oferecem alguns desafios:

Maresia

A maresia é uma das desvantagens de morar na praia mais citada. Isso porque, a salinidade do mar pode oxidar metais, reduzindo a vida útil de alguns eletrodomésticos, automóveis e mobiliários. Contudo, existem algumas possibilidades para reduzir esses danos. Dentre elas podemos citar a aplicação de óleo de peroba nos móveis de madeira, limpar as superfícies com frequência e preferir materiais que não oxidam.

Turistas na alta temporada

Morar na praia significa que durante as altas temporadas a cidade estará significativamente mais cheia. Desse modo, é possível que você tenha que enfrentar filas em supermercados, praias lotadas, trânsitos e outros problemas que não são comuns em outras épocas do ano. Por isso, muitas pessoas que moram em cidade litorâneas costumam planejar suas férias para esse período e aproveitar para conhecer outras áreas do país.

Altas temperaturas

Morar na praia significa enfrentar altas temperaturas ao longo do ano já que essas regiões costumam ser significativamente mais quentes. Durante o verão, principalmente, essas cidades exigem itens que em outras regiões são considerados artigos de luxo, como o ar-condicionado. Isso pode significar também aumento no consumo de energia da casa.

Morar na praia: conheça as principais cidades litorâneas

Para realizar o sonho de morar na praia é importante analisar mais que os atrativos turísticos da região. Já que a intenção é construir uma vida em uma cidade litorânea, é preciso encontrar qualidade de vida, acesso à boas escolas para o caso de casais com filhos ou que pretendem tê-los, além de saneamento básico e boas condições para crescimento econômico. Assim, listamos as melhores cidades para quem deseja morar na praia:

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é uma das cidades brasileiras mais conhecidas mundialmente. A Cidade Maravilhosa é o destino mais visitado da América do Sul de acordo como o ranking da World Travel Market. Sendo assim, além das lindas praias, a cidade também é um ótimo lugar para iniciar um negócio voltado para o ramo do turismo. Contudo, a capital fluminense perde pontos para aqueles que buscam um custo de vida mais baixo e mais seguro.

Búzios

Armação dos Búzios é um município jovem e com forte potencial turístico no estado do Rio de Janeiro. Com 23 praias, fica localizado à 165 Km da capital do estado e ficou famoso na década de 1960 por ser o destino de férias da atriz Brigitte Bardot. Quem sonha em morar na cidade possui as comodidades de uma cidade pequena, mas que ainda oferece diversos serviços e ótimos pontos turísticos.

Santos

Sendo a principal cidade do litoral sul de São Paulo, Santos possui aproximadamente 430 mil moradores. Com muitas casas de veraneio, a cidade é um grande ponto turístico e alcançou a 10ª posição no ranking geral que analisa as melhores cidades com praia.

Vitória

Capital do Espírito Santo já foi classificada como a terceira melhor cidade do país para educar e criar filhos, sendo uma ótima opção para jovens casais. Além disso, é uma das cidades mais antigas do país e ainda atrai muitos turistas por seus patrimônios históricos.

Balneário Camboriú

A cidade já foi apontada como a segunda melhor no estado de Santa Catarina devido à sua boa pontuação no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Sua economia é baseada principalmente em prestação de serviços e comércio. Além disso, a cidade chega a abrigar 1 milhão de pessoas durante a alta temporada.

Florianópolis

A capital Catarinense se destaca no sul do país por seu potencial de consumo, além de ser referência nacional em qualidade de vida. A economia está baseada no forte comércio, excelente prestação de serviços e principalmente o turismo impulsionado pelas famosas praias de Jurerê, Canasvieiras, Ingleses e Armações.

Recife

Recife é a terceira maior economia no nordeste. Além disso, é a terra do frevo e do maracatu, berço histórico do Brasil e tem sua economia baseada no turismo. Ademais, muitos procuram cidades do nordeste pensando em suas belas praias de águas quentes e forte culinária típica.

Mas afinal, vale a pena morar na praia?

Morar na praia pode representar um aumento significativo na qualidade de vida. Para muitos, adquirir um imóvel no litoral é a realização de um sonho e por isso, as desvantagens como maresia, alto fluxo de turistas e temperaturas elevadas não são empecilhos. Para definir se vale a pena morar na praia é preciso analisar os prós e contras e balancear com seus objetivos e estilo de vida.

Independente se optar por morar nos grandes centros urbanos, ou em pacatas cidades litorâneas, é importante contar com profissionais confiáveis para te auxiliar no processo. O portal da Casa Mineira Imóveis conta com propriedades diversas e inúmeros parceiros prontos para te atender. A imobiliária é referência no mercado e nosso blog apresenta diversos conteúdos relevantes e atuais. Confira!

encontre apartamentos para alugar ou comprar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.