Seu IPTU está certo? Confira você mesmo!

Se você quer ter os seus direitos assegurados, garantir o desconto inicial ou mesmo ter a certeza de que o preço que você está pagando no IPTU está compatível, é importante obter todas as informações antecedência.

O ano de 2019 mal começou e já estão disponíveis pela internet as guias do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Belo Horizonte.  

O imposto é cobrado de quem tem um imóvel em zona urbana: podendo ser casa, apartamento, sala comercial ou qualquer outro tipo de propriedade, ainda assim, ele é um recordista de dúvidas, principalmente nesta época do ano.

Diariamente, são milhares de pessoas que buscam atendimento nas unidades do BH Resolve para tentar entender, por exemplo, se o preço que ela está pagando é compatível com as condições estruturais do seu imóvel e da região em que ele está localizado.

Para calculá-lo, porém, é necessário o entendimento de duas variáveis: valor venal e alíquota estipulada pela prefeitura de Belo Horizonte - informações não habituais para muitos belo-horizontinos.

Mas, quais os significados destes termos e como o IPTU é calculado?

Bom, vamos por partes.

O primeiro, valor venal, nada mais é que o valor de mercado (venda) do imóvel. Já a alíquota é o percentual pelo qual você irá multiplicar o valor venal e encontrar o seu IPTU. Entretanto, a alíquota irá variar de acordo com esse valor de venda (venal)  e por isso, é importante identificá-lo primeiro.

Para este cálculo, é imprescindível conhecer o valor do metro quadrado da região em que o seu imóvel está localizado. Felizmente, esta informação, que precisa estar atualizada, pode ser encontrada na própria Prefeitura ou mesmo em nosso site, que possui, além de uma grande base, uma vasta experiência na avaliação de imóveis,  através desta calculadora - quanto vale o seu imóvel .

Feito isso, e com o valor venal em mãos, consulte na tabela abaixo a alíquota correspondente ao resultado - que em 2019 varia de 0,60% a 1,00% para imóveis residenciais - e multiplique o primeiro pelo segundo.  

Exemplo: se o valor venal do seu imóvel é R$ 300.000,00 cuja alíquota é de 0,75% em BH:

 

300.000,00 x 0,75% = 2.250,00

 

O IPTU deste imóvel deverá ser próximo de R$ 2.250,00 por ano. Ou seja, quanto mais preciso for o valor venal, mais assertivo será o seu cálculo. Vale lembrar que neste ano, o reajuste do IPTU em BH foi de 3,86%, assim, é importante considerar esta variação no cálculo final.

 

IPTU BH 2019

                            https://iptu2019.net/iptu-2019-bh/

 

Quem paga o IPTU é o proprietário ou o inquilino?

Depois do valor, a responsabilidade do pagamento para os imóveis alugados, é a segunda maior dúvida relativa ao IPTU.

Ocorre que, segundo o Código Tributário Nacional, o valor é devido pelo proprietário do imóvel. No entanto, o ART.22 da Lei do Inquilinato permite que o pagamento do imposto seja transferido para o inquilino (locatário). Por isso, na grande maioria das vezes, para assegurar às partes envolvidas, a responsabilidade já é prevista em contrato, assim, se esta é a sua realidade, vale consultá-lo.

 

encontre apartamentos para alugar ou comprar