Zona Leste de BH: os bairros, atrativos e motivos para morar na região

A zona leste de BH oferece comodidade e excelente infraestrutura para todos os seus moradores.

A zona leste de BH pode ser considerada umas das mais tradicionais. Estando intimamente ligada à fundação da cidade, os bairros da região são os mais antigos da cidade. Nela podemos encontrar bairros famosos como Floresta, Santa Tereza, Sagrada Família e Santa Efigênia.

Alguns de seus bairros, como o Floresta possuem uma ótima proximidade com o centro da cidade o que permitiu seu rápido crescimento, desenvolvendo comércios e até as principais avenidas da cidade. Para saber mais sobre essa importante região de Belo Horizonte leia este artigo. Confira!

Zona Leste de Belo Horizonte: tradição e história

Para entender a ocupação da Zona Leste de BH precisamos entender que tanto a linha férrea quanto o Ribeirão Arrudas foram elementos de extrema importância para a ocupação da região. Contando com vilas e fazendas antes mesmo do começo da capital, o local era conhecido por suas colônias agrícolas que deram lugar a bairros como Santa Tereza e Santa Efigênia.

A Leste também foi o palco das vilas de operários, principalmente os trabalhadores da ferrovia que não tinham dinheiro para comprar terrenos no centro de BH. Essas áreas suburbanas deram origem ao Horto e Esplanada. Na área de educação, a região Leste conta com 74 escolas, sendo 27 particulares, 30 estaduais e 17 municipais e, 145 creches, das quais 21 são conveniadas com a Prefeitura de Belo Horizonte. Na área de saúde, conta com 24 unidades sob a responsabilidade da Prefeitura de Belo Horizonte.

Principais bairros da zona leste de BH

A zona leste de Belo Horizonte é a região que abriga os bairros mais tradicionais da cidade. Segundo o Guia SouBH os principais bairros da região são:

Alto Vera Cruz

• ORIGEM DO NOME: Parque Vera Cruz

• OUTROS NOMES: Favela Alto dos Minérios

• ORIGEM DO BAIRRO: A maior parte da área ocupada pelo bairro encontra-se no antigo loteamento Parque Vera Cruz. A chegada de moradores se deu, principalmente, a partir da década de 1950.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Centro Cultural Alto Vera Cruz; Grupo Meninas de Sinhá

Baleia

• ORIGEM DO NOME: Fazenda da Baleia

• OUTROS NOMES: Fazenda da Baleia

• ORIGEM DO BAIRRO: A área atualmente ocupada pelo bairro corresponde a parte da Fazenda da Baleia.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Hospital da Baleia

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Sanatório e Preventório para Crianças; Córrego do Navio

Boa Vista

• ORIGEM DO NOME: Fazenda Boa Vista 

• OUTROS NOMES: Vila Boa Vista

• ORIGEM DO BAIRRO: O local onde hoje é o bairro era propriedade da Companhia Fiação e Tecidos Minas Gerais, nas proximidades da divisa entre BH e Sabará. A área depois foi loteada e transformada na Vila Boa Vista.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Praça José de Magalhães

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Boa Vista Futebol Clube

Casa Branca

• ORIGEM DO NOME: Derivou da Vila Casa Branca

• OUTROS NOMES: Bairro Mariano de Abreu

• ORIGEM DO BAIRRO: O local onde hoje é o bairro fazia parte das propriedades da Companhia Fiação e Tecidos Minas Gerais, nas proximidades da divisa entre BH e Sabará. Parte dessa área depois foi loteada e transformada na Vila Casa Branca.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Escola Estadual Walt Disney

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Córrego do Cachorro Magro

Colégio Batista

• ORIGEM DO NOME: Derivou de instituição educacional com este nome.

• OUTROS NOMES: Alto da Floresta

• ORIGEM DO BAIRRO: Localiza-se na 6ª Seção Suburbana, instituída na fundação da cidade. A ocupação da região onde hoje é o bairro, conhecida como Alto da Floresta, iniciou-se com a construção do colégio que lhe dá nome.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Colégio Batista

Esplanada

• ORIGEM DO NOME: Derivou da Vila Esplanada.

• OUTROS NOMES: Vila Independência; Abadia

• ORIGEM DO BAIRRO: As Vilas Esplanada e Independência, que deram origem ao bairro, faziam parte da Fazenda do Freitas e foram aprovadas num momento em que a cidade crescia para além dos espaços planejados na sua fundação.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Praça Santa Rita e Praça da Abadia

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Parada da Abadia

Floresta

• ORIGEM DO NOME: Muitas são as versões: 1) Hotel Floresta; 2) Botequim Floresta, na Estação Central; 3) existência de um bosque no local. De todo modo, o nome ficou conhecido quando passou a ser usado nos letreiros dos bondes.

• OUTROS NOMES: Alto da Estação, 14ª Seção Urbana

• ORIGEM DO BAIRRO: Foi ocupado desde o período da construção da cidade por população diversificada: desde habitantes mais pobres, como operários, até membros da elite local, responsáveis pela construção de elegantes casas. O bairro se compôs de diferentes tipos de loteamentos, tendo se originado de áreas urbanas, suburbanas e coloniais.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Colégio Santa Maria; Igreja Nossa Senhora das Dores

Horto

• ORIGEM DO NOME: Relaciona-se ao Horto Florestal, que hoje permanece como o Museu de História Natural da UFMG.

• OUTROS NOMES: Colônia Américo Werneck

• ORIGEM DO BAIRRO: O bairro situa-se numa área que pertencia à Fazenda Boa Vista. Sua ocupação iniciou-se com a criação da Colônia Agrícola Córrego da Mata, depois chamada Américo Werneck. A história do bairro se liga à sua população de origem, os ferroviários.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Galpão Cine Horto

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Oficinas da Estrada de Ferro Central do Brasil

Granja de Freitas

• ORIGEM DO NOME: Associa-se à família proprietária de antiga fazenda existente na região.

• OUTROS NOMES: Fazenda do Freitas

• ORIGEM DO BAIRRO: A área atualmente ocupada pelo bairro situa-se na divisa entre BH e Sabará. Por alguns anos, pertenceu a Sabará e era pouco povoada. A aprovação de seu loteamento pela Prefeitura de Belo Horizonte é recente, de 1999.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Estação do Freitas

Instituto agronômico

• ORIGEM DO NOME: Originou-se do Horto Florestal do Instituto Agronômico de Minas Gerais (1941).

• OUTROS NOMES: Vila Edgard Werneck

• ORIGEM DO BAIRRO: Parte da área correspondente ao bairro é ocupada pela Vila Edgard Werneck, conjunto de moradias que surgiu com a doação de casas aos funcionários da Rede Ferroviária Federal pela própria empresa.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Horto Florestal

Nova Vista

• ORIGEM DO NOME: Relaciona-se com a Vila Nova Vista.

• OUTROS NOMES: Vila Nova Vista

• ORIGEM DO BAIRRO: A área atualmente ocupada pelo bairro pertencia à Fazenda Marzagão e foi também propriedade da Companhia Fiação e Tecidos Minas Gerais.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Avenida Petit

Jonas Veiga

• ORIGEM DO NOME: Antigo proprietário da área onde o bairro atualmente se localiza.

• OUTROS NOMES: Fazenda do Taquaril

• ORIGEM DO BAIRRO: O loteamento correspondente ao bairro foi aprovado em 1974 e teve origem na subdivisão da Fazenda do Taquaril.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Estrada Antiga para Nova Lima

Paraíso

• ORIGEM DO NOME: Refere-se à Vila Paraíso (final da década de 1920).

• OUTROS NOMES: Vila Cândida

• ORIGEM DO BAIRRO: O bairro localiza-se, em parte, na área que era ocupada pela Colônia Bias Fortes. A Vila Paraíso, que lhe deu origem, teve os primeiros quarteirões oficializados no final da década de 1920. Parte da antiga vila foi incorporada ao bairro Santa Efigênia.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Córrego do Cardoso

Pompéia

• ORIGEM DO NOME: Originou-se da Paróquia chamada Nossa Senhora do Rosário de Pompéia.

• OUTROS NOMES: Parque Cidade Jardim; Vila Nossa Senhora do Rosário

• ORIGEM DO BAIRRO: A ocupação inicial do bairro se deu a partir da criação de duas vilas populares: Vila Novo Horizonte e Parque Cidade Jardim. A região contava, ainda, com diversas pedreiras, como a da Carapuça.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompéia

Sagrada Família

• ORIGEM DO NOME: Muitas são as versões: 1) referência ao Presépio do Pipiripau, montado no bairro; 2) sugestão do pároco da Igreja da Sagrada Família; 3) laços de amizade entre os moradores.

• OUTROS NOMES: Vila Maria Brasilina; Vila São João

• ORIGEM DO BAIRRO: A ocupação inicial da área onde é hoje o bairro aconteceu com a criação da Colônia Agrícola Córrego da Mata, ainda durante a construção da cidade. Mas o bairro se constituiu a partir de três vilas, que surgiram do loteamento da ex-colônia: Maria Brasilina, Mauá e São João.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Avenida Silviano Brandão

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Presépio do Pipiripau

Santa Inês

• ORIGEM DO NOME: Relaciona-se ao Parque Santa Inês.

• OUTROS NOMES: Vila Santo Agostinho

• ORIGEM DO BAIRRO: Onde hoje está o bairro, antes era parte das fazendas Boa Vista e do Brejinho. Como outros bairros vizinhos, situa-se em local que já foi propriedade da Companhia Fiação e Tecidos Minas Gerais.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Estação de Metrô Santa Inês

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Via Borba Gato

Santa Efigênia

• ORIGEM DO NOME: Originou-se da igreja (início do século XX), dedicada à santa padroeira dos militares.

• OUTROS NOMES: Quartel; Vila Cônego Pinheiro

• ORIGEM DO BAIRRO: O bairro originou-se de três regiões: a 13ª Seção Urbana, a 8ª Seção Suburbana e a Colônia Bias Fortes. Surgiu como espaço reservado aos “operários”, “inferiores” e “praças” da Brigada Policial do Estado.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Santa Casa de Misericórdia

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Matadouro

Santa Tereza

• ORIGEM DO NOME: Muitas são as versões: 1) inspiração no bairro carioca de Santa Tereza; 2) referência à imagem da santa espanhola Santa Teresa D’Ávila, padroeira da paróquia local; 3) sugestão dos moradores para o letreiro do bonde que ia para o bairro.

• OUTROS NOMES: Imigração; 7ª Seção Suburbana

• ORIGEM DO BAIRRO: O bairro corresponde à área da 7ª Seção Suburbana, planejada durante a construção da cidade. Um pedaço dessa região passou a fazer parte da Colônia Córrego da Mata. Depois, quando a colônia foi extinta, voltou a compor a 7ª Seção em 1911. A ocupação do bairro acelerou-se na década de 1920, com medidas administrativas de loteamento e doação de terrenos a funcionários públicos, operários e militares.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Praça Duque de Caxias

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Hospital do Isolamento

São Geraldo

• ORIGEM DO NOME: Derivou da Paróquia São Geraldo.

• OUTROS NOMES: Bairro Mariano de Abreu

• ORIGEM DO BAIRRO: Anteriormente conhecido como Vila Mariano de Abreu, o bairro viveu o início de sua ocupação por volta de 1950, quando a Prefeitura realizava obras de captação de água no local.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Cruzeiro

Saudade

• ORIGEM DO NOME: Derivou do Cemitério da Saudade.

• OUTROS NOMES: Parque Cruzeiro do Sul

• ORIGEM DO BAIRRO: A aprovação dos loteamentos dos Parques Vera Cruz e Cruzeiro do Sul (1928) e a construção do Cemitério da Saudade (1941) impulsionaram a ocupação do bairro atual.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PRESENTE: Praça Louis Braile

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Cemitério da Saudade

Vera Cruz

• ORIGEM DO NOME: Originou-se do loteamento conhecido como Parque Vera Cruz.

• OUTROS NOMES: Parque Vera Cruz

• ORIGEM DO BAIRRO: O bairro localiza-se nos antigos loteamentos conhecidos como Parque Vera Cruz e Parque Cruzeiro do Sul.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO Presente: Avenida Jequitinhonha

Taquaril

• ORIGEM DO NOME: Originou-se de três lugares: Fazenda do Taquaril, Serra do Taquaril e Córrego Taquaril

• OUTROS NOMES: Cidade Jardim Taquaril

• ORIGEM DO BAIRRO: Por muito tempo área rural da cidade, o bairro começou a receber mais moradores na década de 1980. Pessoas sem-casa, com o apoio de movimentos sociais e entidades governamentais, iniciaram a ocupação da área então conhecida como bairro das Castanheiras.

• REFERÊNCIAS URBANAS DO PASSADO: Country Club

Morar na zona leste de BH

Como você pode perceber, a zona leste de BH oferece muitos benefícios aos seus moradores. Com fácil acesso às principais vias da cidade, comércios, escolas e museus. A região também conta com áreas verdes e uma infraestrutura que oferece comodidade aos moradores.

Se morar na zona leste de BH é o que você deseja, contar com o apoio da Casa Mineira Imóveis é garantir segurança no processo de compra e venda ou aluguel. Confira em nosso portal nosso portfólio de imóveis e encontre seu lar ideal.

anunciar meu imovel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.